sexta-feira, 31 de outubro de 2008


Resta-me pouca luz para escrever. Nem sei se o faça, não se vê praticamente nada. Mas se não o faço agora, esqueço-me do que queria escrever, nunca mais esses pensamentos que tenho agora à mão porei por escrito.
E se isto tivesse acontecido a Camões, a Pessoa, a Dante ou Shakespeare, entre tantos outros? Quantas coisas eles terão ficado por nos dizer, por escrever, por transmitir.
Felizmente aconteceu-me só a mim...

2 comentários:

Luísa disse...

Por isso mesmo, Flip, com luz ou sem ela, escreva antes que esqueça. Quem sabe?... ;-)

Flip disse...

luísa,
um dia, quem sabe, componho algo de jeito ;-) mas obg pelo incentivo :-)