domingo, 20 de dezembro de 2009


decisões ou acordos não vinculativos em matéria que afecta o mundo inteiro revelam bem o calibre dos lideres dos países que têm voto na matéria, uns sujeitos subordinados ao poder económico, egoístas e hipócritas, por isso, para eles, o meu olhar de desprezo, os meus netos, um dia, saberão quem foram e como foram néscios e mesquinhos.

2 comentários:

Luísa disse...

É verdade, Flip, o homem sempre sacrificou tudo aos seus interesses imediatos. Mas sempre se foi safando. Claro que não tinha, sobre o natureza e o planeta, o poder que hoje tem. Neste caso, não acrescento o habitual «a ver vamos o que isto dá», porque já não conto cá estar para ver. :-)

Flip disse...

pois é Luísa, que o futuro próximo nos seja benévolo e aos demais que os proteja, amen!
:-)