quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

a saudação através dos tempos...

6 comentários:

Luísa disse...

Há tratados sobre a mecânica das saudações, Flip. O assunto tem muito que se lhe diga. ;-S

fugidia disse...

lolololo

(este sim, divertido ;-D)

Flip disse...

Luísa,
um tratado itsef :-)

Flip disse...

fugi,
pois :-)

Je Jé disse...

Daí desconheço, mas daqui os mais recentes amantes dessas saudações são figuras castiças. Entre os que se imaginava serem imunes a esses acrescentos está um careca, Arruda, e, um tal de Temer, pêso pesado do PMDB que se casou aos 65 com a miss duma cidade vizinha a Campinas, de 16 anos. Na Somália, muçulmana, eu compreendo. No ocidente, só me entra na cabeça inerente ao mesmo desvio que assim fez evoluir a saudação. O Arruda distribuía R$800.000.000 por mês e Temer saudava 12,5%.

Flip disse...

JeJé,
terão eles poços de petróleo que todo mundo desconhece? :-)