quinta-feira, 12 de novembro de 2009



uma revolta enorme explode bem dentro do meu punho, abdicar da justiça privada tem estes inconvenientes, a morosidade judicial acelera o descontentamento e este afoga no descrédito a (in)competência da governação, do país, do homem.

2 comentários:

Luísa disse...

É verdade, Flip. Há situações em que devíamos poder, nós próprios, fazer justiça. Na hora! :-S

Flip disse...

Luísa,
inadmissível, ostentamos uma enorme incompetência para fazer bom uso da justiça...
:S